Home » » ENTARDECER...

ENTARDECER...

A cidade tem o entardecer maravilhoso. O céu avermelhado rapidamente vai se transformando em azul profundo. Seis horas, entre os canteiros as luzes se acendem. Tenho que ir, sem muita convicção e com muita vontade de ficar. Pronto para aquele ritual de despedida que tanto me deixa puto! Caminho pelas ruas estreitas até a sala dela. Sinto seu calor, o cheiro da sua pele...Entro, fecho a porta e nos abraçamos. O contato dos corpos faz meu coração disparar! Lá fora um vulto passa. Encosto na mesa e me encaixo entre suas pernas. Um beijo longo com a fúria do meu desejo, explorando a sua boca com a língua inquieta... Tranco a porta e apago a luz. Trocamos essências, líquidos, matamos nossa sede, queremos matar nossa fome...
Estamos no escuro, em silêncio, as pessoas passam lá fora e o risco de sermos flagrados nos dá muito tesão...Fixo nos seus olhos que me dizem o que não se pode falar. Deslizo minha boca pelo corpo dela...Uma leve mordida na nuca...Uma lambida voraz perto da orelha. Desabotôo botão a botão...Tocando a tua pele... Acariciando seus seios (me vem a boca um gosto de vinho)...O teu cheiro...Meus lábios passeando pela sua pele, envolvendo o bico dos seus seios...Sinto sua respiração ofegante. Ela, empurrando minha cabeça para baixo, me mostra o desejo... Minhas mãos rapidamente nos livram dos tecidos indesejados.
Sua linda buceta, quente e úmida, em minha boca... na ponta da minha língua... me delicio. As mãos dela, macias, acariciam meu pau. Novamente ouve-se vozes próximo dali, más estamos em um mundo tão distante, tão nosso, tão único...quase um esconderijo! Ela me chupa com muito tesão. Fecho os olhos e sinto sua boca percorrendo meu pau.
Farejando-a como um animal, esfregando meu rosto na tua pele, perfume raro...desejo muito essa mulher...Meu pau latejando encosta na sua virilha percorre sua coxa, e penetra sua buceta... sinto sua carne quente. Eu dentro de vc...Enlouqueço! Na sala o cheiro de tesão nos envolve... Lá fora ruídos! Movimentos rápidos, num ritmo de música, incessante, intenso...Que delícia é você! Sinto sua respiração ofegante... me acariciando. O gozo se aproxima...e chega. A tensão se transforma em carinho relaxado. Um doce carinho. O seu mel encharca meu pau...meu gozo escorre pelas suas pernas...
Rapidamente voltamos à razão.
Aquele entardecer não sai da minha cabeça. Ainda me lembro dos seus olhos, seu cheiro e principalmente do seu gosto.
 
Support : Copyright © 2015. arte sania original - All Rights Reserved