Home » » SEXICONTO da KATY

SEXICONTO da KATY

UMA TARDE DE DOMINGO

Era uma tarde de domingo qualquer, em que estávamos em casa, sem nada para fazer... Deitados na cama, vendo filme...
Ele começou a passar a mão pelo corpo, me provocando... Eu virei para o canto e empinei bem a bunda (ele sabe que quando faço assim é porque quero que ele encaixe por trás!)... Ele veio, encaixou... Afastou meu cabelo e beijou meu pescoço... Mordeu de leve minha orelha... Sua mão acariciava ora meus seios, ora minha buceta...
O tesão foi aumentando... Pediu que eu ficasse em cima dele... Nos beijamos, me esfreguei e rebolei em cima dele... Ainda estávamos com roupas íntimas... Falei baixinho no ouvido dele: Hoje quero que me domines! O sorriso no rosto dele mostrava o quanto tinha gostado da idéia...
Tinha uma corda ali por perto e ele logo a pegou e amarrou meus pulsos acima da minha cabeça... Me beijou, tirou meu sutiã, lambeu e chupou meus seios... Mordeu de leve os biquinhos dos meus peitos... Gemi de tesão, ele "brigou":
Fica bem quietinha, não mandei você falar nada!... Desceu, beijando minha barriga até chegar na minha bucetinha, que já estava molhada de tanto desejo... Chupou e lambeu o tempo que quis... Gozei deliciosamente na boca dele...
Ele subiu, me beijou:
Agora vem cá... Puxou minha cabeça em direção ao seu pau duro de tesão... Me chupa bem gostoso, vai! Chupei-o com vontade... Em alguns momentos, ele tirava da minha boca e batia com o pau no meu rosto, dizendo:
É isso que uma puta safada merece apanhar e chupar muito!
Isso me excitava mais ainda...
Agora chega, vem aqui!
Ele falava num tom autoritário, eu estava louquinha de tesão... Ele sentou e me puxou para o seu colo, me penetrando com força... Eu gemia alto... Ele dizia:
Fica quieta, sua cadela safada!
E dava tapas no meu rosto... Eu gemia ainda mais... Você não vai ficar quieta? Pegou uma parte da corda e amarrou ao redor da minha boca... Eu não conseguia falar... Mas o tesão era demais... Acabei gozando de novo...
Tá gozando é, sua puta?
Metia mais forte ainda... Muito gostoso...
Eu vou gozar na tua boca!... Novamente levou minha cabeça em direção ao seu pau... Chupava e ele empurrava minha cabeça, para que engolisse tudo... Com uma mão acariciava minha bocetinha, pegava-a com vontade e desejo... Gozei novamente! Ele percebeu e não resistiu: vou gozar... Soltou minha cabeça e deixou que eu o chupasse como quisesse... Gozou na minha boca... Eu engoli todo aquele leitinho quente e gostoso...
Ele me desamarrou... Ficamos deitados, nos beijando e descansando.
 
Support : Copyright © 2015. arte sania original - All Rights Reserved